Caco e as caixinhas

2007-08-046.jpg

Um dia fui com alguns camaradas à casa do Caco, e foi então meu primeiro contato com as caixinhas. Elas servem para reciclar fliers e outros papéis, ficam lindamente psicodélicas e são excelentes como terapia ocupacional.

Quando estou em uma festa chata, logo acho uns fliers e começo a dobrar uma caixinha. Depois dou ela de presente para a primeira pessoa que me der um momento de alegria. É um método de interação social interessante, dentro de sua sociopatia.

Outra coisa legal é o aspecto terrorismo poético da coisa: largar as caixinhas em mesas de restaurante ou (como o próprio Caco recomenda) assentos de cinema, com mensagens abstratas dentro. A foto acima foi tirada na casa dele, no dia em que aprendi a fazer caixinhas. O vídeo abaixo é do programa (argh)Pa(pa)tro(po)la(pa), e foi ao ar no dia 8 de janeiro último. Nele, o Caco encontra seus 15 minutos de fama enquanto embaixador da arte das caixinhas dobradas na capital.

Gênio! Foi ele que me ensinou! E pra quem quiser dar seu lance em uma ou mais das caixinhas super-profissionais e ÚNICAS do Caco, o link é esse aqui.

Anúncios

Um comentário sobre “Caco e as caixinhas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s