sobre mim

18-01-07 022

eu sou aquela
velha coisa
sempre a mesma
nem tão leve que flutue
nem tão pesada que naufrague

sou assim mesmo
não adianta chorar
um dia
quem sabe
seja fácil me amar

(MDB, 2007)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s