Skip to content

Jesus gay e a nova inquisição austríaca

abril 14, 2008

vienna_cathedral.jpg

O artista plástico austríaco Alfred Hrdlicka garante que a Bíblia é o livro mais emocionante que já leu. Ateu e comunista, Hrdlicka achou que estava no seu olimpo quando uma exposição no museu da Catedral Católica Romana de Viena, homenageou seus 80 anos de vida. Mas parece que o bisparedo, junto com os católicos da Áustria (pátria amada do Herr Führer), estão com saudade da inquisição, e entraram em frenesi quando viram algumas imagens homoeróticas de cenas clássicas do livro sagrado — entre elas, uma Santa Ceia em formato “orgia homosexual”, um painel que foi restaurado por Pier Paolo Pasolini.

Mesmo depois de removidos às pressas os quadros, manifestantes ainda infestam a sede do museu, protestando contra uma obra que sequer viram. De um lado, a curadora declara que não vê heresia alguma na exposição, e de outro a diocese tenta se desculpar e tapar o sol com a peneira. Ora essa, se a igreja quer ter um museu de ARTE, e não de ARTE SACRA, que engulam o sapo, ou admitam que precisam de um censor para examinar as obras ANTES da abertura das exposições. É que, para os católicos, pecar em pensamento já é pecar, e vai que o público sai de lá achando que Jesus fazia orgias gays, mesmo? Não é à toa que chamam os fiéis de rebanho…é um povinho muito impressionável, mesmo.

last_supper.jpg

A santa ceia de Hrdlicka

[valeu, harami, pelo toque]

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: