Skip to content

A mentira que em tudo conspira (ou Golden handcuffs)

junho 8, 2010

De todas as mentiras em que fazemos questão de crer, o amor é a mais singular. Que magnífico o alívio de diluir-se na identidade do outro, a ilusão de que é possível a mistura real, a perda dos limites, a violação da subjetividade absoluta…que bom seria. Não há peneira mais doce para tapar o sol que é a morte.

Posted via email from Monosfera

No comments yet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: