Skip to content

Bam! Bam! Bam! (ou a invenção da roda)

agosto 2, 2007

MaryGoRoundMardiGras2006

Um tipo diferente de bambolê está prestes a dominar o mundo e revolucionar a vida das pessoas. Nas palavras do multipoeta Marcelo Noah, “é zen é dança é demais”.

Viva o bambolê. O bambolê comanda.

Prestes a se tornar produto necessário entre os neosedentários urbanos, o bambolê combina abdominal, massagem, relaxamento, treinamento muscular, centro fortalecido, cintura torneada, atividade lúdica, exercício cardiovascular…e algum groove também. Em combinação com os iPods, são definitivamente a onda do futuro.

Ok, eu sei em que bambolês você está pensando. Pode parar por aí. Não são aqueles. Esses tem o mesmo formato que os da sua infância, mas são gigantes. E customizados. Alguém lembra das gatinhas que dançavam no ‘viva a noite’ do Gugu com bambolês gigantes? Lembra aquilo, porém menos cafona. O nome da onda é hooping, e a coisa está pegando entre adultos no mundo inteiro . O termo vem de hula hoop, a palavra inglesa para bambolê. Para uma breve introdução à cultura hooping, clique no link. Se tiver preguiça, eu resumo: como atividade física, o hooping está entre a dança do ventre e a yoga: por um lado fortalece sua musculatura, por outro, aumenta sua auto-estima e melhora a postura. Em fusão com a dança, os hoops caíram na noite, e podem ser vistos em boites do mundo todo, não só “em cima dos queijinhos”, mas na cintura da rapaziada, que traz seu bambolê de casa para arrasar na feshtinha. Esse lance de sair na noite com bambolês impulsionou muito o hoopdancing (como é chamada a fusão de dança e hooping) como prática terapêutica.

A diferença principal entre hoops e bambolês normais (os clássicos hula hoops, popularizados na década de 50) é que os hoops são maiores e mais pesados, e por isso giram mais lentamente, facilitando muito a fluência dos movimentos, massageando sua lombar, relaxando sua musculatura dorsal, e fortalecendo a musculatura do centro. À medida que seu centro fica mais forte, suas dores nas costas diminuem, a postura melhora, e o sexo, bem… you got the idea.

Quase todo mundo que trabalha sentado (ou de pé) tem dores nas costas. As dores na lombar (região inferior das costas) são uma daquelas chatices da modernidade, das quais pouca gente escapa. O problema é que algumas pessoas não se dão muito bem com exercícios físicos…e a coisa vai piorando cada vez mais. Para essas pessoas, o bambolê (assim como a bola suíça) é perfeito. Lúdico, desestressante, divertido, e dá pra fazer vendo TV (dependendo do tamanho da sua sala).

Não importa se você tem articulações comprometidas (como eu), não importa se você tem 80 anos, você pode praticar hooping e se dar bem. Com um hoop do tamanho certo (o tamanho certo varia com a sua altura e “circunferência”), e uma ajudinha da força centrípeta, até um cadeirante pode se divertir e fazer truques sem grandes dificuldades. Para demonstrar isso, postei o vídeo abaixo, no qual é possível comprovar que há esperança. Claro, minha sala não é tão ampla assim, o que explica os estrondos que você ouve no vídeo. Mas considerando minha forma física atual, e o fato de que não faz sequer um mês que comecei a bambolear, há de se considerar que não estou tão mal assim.

The revolution will be hooped!

+ Hooping links:

http://www.hoopnotica.com/

http://www.philthyhoops.com/

http://circushoops.com/

http://www.youtube.com/group/learnhooptricks

http://www.squidoo.com/how-to-make-a-hula-hoop/

http://www.superhooper.org/getahoop.html

PS: Se você ficou pensando “Sim, por favor, onde posso conseguir meu hoop?”, seus problemas acabaram. Envie e-mail para mim e eu faço um custom pra você. Em breve você poderá escolher o seu em um site. Possivelmente. É um investimento muito válido, pois seu hoop, se em cuidado, dura uma vida inteira. O que eu estou usando no vídeo tem peso d’água (por isso ele dá uma leve deformada ao girar, ficando “oblongo”), e ainda não foi decorado (recebeu apenas a primeira camada de fita).

One Comment leave one →
  1. Izabel permalink
    março 4, 2009 8:55 am

    Sempre gostei de bambolê quando era criança e sinto falta de não encontrar este brinquedo tão maravilhoso que acabava por facilitar exercicios que poderiam ser feitos em academias…
    Adorei o video e gostaria de saber onde encontrar este tipo de bambolê para comprar?
    Beijos e obrigada por compartilhar,
    Izabel.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: